O autoconhecimento, ou seja, conhecimento sobre si mesmo, é algo ainda pouco incentivado na sociedade ocidental. Ainda nos voltamos muito a obter conhecimento externo, conhecimento escolar, acadêmico, experiência no mercado de trabalho e tantos outros saberes que buscamos para crescer na vida. Trilhando este caminho de sabedoria para o mundo externo, muitas vezes não aprendemos a lidar conosco.

 

E passamos a viver num turbilhão de emoções, de pensamentos e de sentimentos.

Sem saber lidar com o mundo interno mais pessoas vem adoecendo e assim crescem os números de casos de estresse, depressão, ansiedade, síndrome do pânico. Por isto, técnicas de interiorização e autoconhecimento, como a meditação, conquistam cada vez mais adeptos. Contudo, ficam ainda algumas perguntas: Quem sou eu? Eu sou minhas emoções? Eu sou o meu corpo? Eu sou minhas qualidades e meus defeitos? O que realmente sou?

 

Somos a somatória de todas estas coisas: o corpo, o nome, as emoções, personalidade, defeitos e qualidades. E agora a melhor de todas as perguntas, a que mais nos aflige: “ O que eu vim fazer aqui? “

Então, que tal entender mais sobre estas coisas? Acompanhe!

 

O corpo físico: nossa expressão no mundo da matéria

 

Tudo é energia! Todo ser físico é formado de matéria. E em sua composição há moléculas que por sua vez são formadas por átomos, que por sua vez são formados por partículas menores (prótons e elétrons) que resumidamente são partículas de energia. Então, nosso corpo é energia! Certamente, mais densa e, portanto, a matéria torna-se consistente. Se o corpo é energia, ele reage também a emoções e muitas vezes as dores e os incômodos são sinais que o corpo dá de que algo não está bem. Veja alguns exemplos:

  • A imunidade abaixa quando há emoções reprimidas.
  • A dor de garganta pode estar relacionada às aflições não são ditas.
  • A dor de estômago muitas vezes está relacionada à somatização de situações de raiva e estresse.
  • A dor de cabeça pode surgir quando a mente está muito agitada e cheia de dúvidas.
  • A alergia pode estar relacionada à auto cobrança.
  • Problemas de coração surgem quando se perde sentido pela vida.
  • Câncer pode estar relacionado a mágoas.

 

A aura: o campo energético e camadas que formam a alma

 

Só que além do corpo físico e visível aos olhos, temos também um campo eletromagnético que nos rodeia (colocar figura) e este campo se modifica e reage muito as emoções. (mostrar figura do campo desordenado)

Este campo se conecta diretamente aos nossos centros energéticos, os chakras que tentam sempre trazer energia direto da nossa alma. Contudo, há dentro de cada um de nós um SER maior, uma centelha divina que nos faz únicos e especiais: a nossa alma!

 

Confira mais detalhes sobre o corpo físico, a aura, os chakras e a alma em nosso ebook especial e amorosamente preparado para lhe ajudar a entender mais estes aspectos!

 

Alma: uma expressão única! Para cada alma: um nome

 

Cada pessoa quando nasce recebe um nome, um sobrenome, certo? Sim! E quando a alma nasce a partir da centelha divina, seu Ser Espiritual, ela recebe uma missão.  O Ser Espiritual a traduz em uma palavra. Cabe a Alma ajudar o Ser Humano a realizar essa missão. Essa palavra quando conhecida, entendida e usada permite ao Ser Físico se conscientizar da conexão com seu Ser Maior. Usá-lo como um nome em seu cotidiano fortalece a conexão com a missão de vida e o desabrochar de um Ser mais amoroso.

 

A cor predominante na alma e o raio que nos acolhe

 

Em nossa primeira inspiração de vida, quando é formada a nossa alma um raio nos acolhe, nos energiza e assim essa cor se torna predominante. A cor deste raio está relacionada ao nosso caminho evolutivo e nos direciona em nossa missão na Terra.

Os raios são direcionados à Terra por Seres que já alcançaram estágios de alta evolução espiritual, são eles os mestres ascensionados. Eles emanam uma luz em forma de energia, referente à cor que representam:

 

O 1º raio: é o azul e representa a Vontade de Deus, fé, proteção, força e poder. O Mestre Ascensionado El Morya é o Diretor. As pessoas que pertencem a este raio estão, geralmente, na chefia e possuem ilimitadas forças de poder e capacidade de “executar alguma coisa”.

 

O 2º raio: é cor de ouro e representa Sabedoria, equilíbrio e iluminação. O Mestre Ascensionado Confúcio é o atual Diretor deste raio que é relacionado com professores, ensinamentos e às pessoas de coração compreensivo.

 

O 3º raio: é rosa e representa o Amor Divino, adoração, beleza e fraternidade. A Mestra Ascensionada Rowena é a Diretora deste raio. As pessoas que a ele pertencem amam a beleza em todas as formas de expressão e são amáveis e compassivas.

 

O 4º raio: é branco e representa a Pureza, a ressurreição e a ascensão. É seu Diretor o Mestre Ascensionado Serapis Bey. As pessoas que pertencem a este raio possuem dons para arte e são dotados de grande perseverança.

 

O 5º raio: é o raio verde da cura, da verdade, da precisão da Lei. É dirigido pelo Mestre Ascensionado Hilarion; foi Ele o conhecido Paulo, da Bíblia. Em geral pertencem a este raio os cientistas, médicos, irmãs de caridade e curadores.

 

O 6º raio: é de cores vermelho-rubi e ouro, e representa a Paz, colaboração e dedicação à vida. Atualmente é a Mestra Nada que ocupa o cargo de Diretora. Sua capacidade especial é o Amor. Frequentemente, os que pertencem a este raio são sacerdotes, assim como pessoas com desejos ardentes pelo amor divino, em servir a humanidade, e muitas vezes sem colher reconhecimento pelos serviços prestados.

 

O 7º é o raio: de cor violeta representa a transmutação, da libertação, da misericórdia, do perdão e transformação. Quem rege este raio é o Mestre Ascensionado Saint Germain, que o fará durante os próximos dois mil anos, sobre a Terra. A Chama Violeta é o instrumento que TRANSFORMA todo erro e forças imperfeitas em Perfeição. As pessoas que pertencem a este raio possuem muitas aptidões e em todos os aspectos grande amor pela Liberdade.

 

A alma e sua missão: o que viemos fazer neste mundo?

 

Todo ser humano tem um propósito, uma missão de vida e um caminho a percorrer. Muitos de nós passamos pela vida sem acordar para a nossa própria luz e sem perceber a divindade que reside dentro de nós. Vivemos vidas ordinárias e não nos lembramos da grandeza de quem somos, de onde viemos e do caminho que nos propusemos a fazer durante esta jornada na terra. Podemos e devemos procurar por esse caminho, interagir com nossa consciência maior, verdadeira e então começar a manifesta-la aqui.

 

Quer entender mais sobre a conexão com a sua alma e com a sua missão de vida? Então, conheça O Chamado da Alma e descubra a sua própria luz!