Afinal, o que é aromaterapia?

//Afinal, o que é aromaterapia?

Afinal, o que é aromaterapia?

Pare  um pouco e pense no cheiro que você mais gosta de sentir. Agora lembre-se do cheiro de uma flor. E que tal o cheiro de hortelã ou de eucalipto? Provavelmente, cada cheiro citado lhe trouxe uma lembrança ou uma sensação, não é mesmo? Os aromas exercem diversos efeitos sobre as pessoas. Algumas plantas, em especial, são capazes de produzir substâncias chamadas  “óleos essenciais”, com aromas repletos de potencial terapêutico.

Já imaginou um tratamento que, além de cheiroso e agradável, ainda auxilia no equilíbrio e na cura de aspectos físicos, emocionais e energéticos?  Felizmente, ele existe, e se chama “Aromaterapia”! De fácil aplicação e uso, a terapia pelos aromas possui benefícios únicos. Que tal conhecer um pouco mais? Acompanhe com a gente!

Conceito e história: afinal, o que é Aromaterapia?

A Aromaterapia é uma ciência que nasceu em 1920, que consiste em uma forma de tratamento natural. Ela utiliza os extratos das plantas aromáticas (os óleos essenciais).

Essa ciência nasceu quando o cientista René Maurice Gattefossé sofreu um acidente grave em seu laboratório e queimou seus braços. A queimadura infeccionou e ele corria risco de ter que amputar os braços. Em um momento de inspiração, resolveu utilizar o óleo essencial de lavanda para tratar as queimaduras. Dessa maneira, houve uma melhora significativa: seus braços cicatrizaram e a infecção cedeu. A partir de então, o cientista passou a estudar a fundo a Aromaterapia, tornando-se um verdadeiro “pai” dessa ciência. Ele liderou estudos clínicos na França e os expandiu para o mundo.

A partir de então, os efeitos terapêuticos dos óleos essenciais passaram a ser cientificamente comprovados. Vamos entender mais sobre os óleos essenciais no item abaixo:

O que é um óleo essencial?

Um óleo essencial é um conjunto de constituintes químicos produzidos pelo metabolismo da planta aromática da qual ele foi retirado. Um óleo essencial pode ter até 450 constituintes químicos terapeuticamente eficazes.

Os óleos essenciais e seus principais benefícios

Os óleos essenciais atuam nos mais diversos sistemas do corpo, da cabeça aos pés, e nos ajudam a combater infecções, a prevenir doenças e desequilíbrios, estimulando o sistema imunológico (sistema de defesa do organismo). Ainda atuam como cicatrizantes, anti-inflamatórios, aliviam dores e reequilibram o sistema hormonal!

Podem ter efeitos benéficos nos mais diversos tipos de doenças: ansiedade, estresse, insônia, acne, dermatite, psoríase, manchas de pele, inflamações, infecções e, até mesmo, diminuir efeitos colaterais de medicamentos quimioterápicos.

Confira alguns exemplos:

  • Tea Tree: é imunoestimulante, anti-microbial, combate infecções bacterianas, gripes e viroses;
  • Alecrim: induz o aumento de ondas beta no cérebro, estimulando o foco e a concentração;
  • Lavanda: diminui o estresse, melhora a insônia e reduz a ansiedade;
  • Bergamota, Laranja e Mandarina: são estimulantes de alegria, afastam estados de melancolia e ajudam no tratamento da depressão;
  • Olíbano e Mirra: ajudam na meditação e interiorização, equilibram e nutrem o chakra frontal;
  • Eucalipto: possui ação expectorante, limpa o pulmão de secreções, auxilia no tratamento de asma, bronquite, enfisema e sinusite.

Quer conhecer mais sobre aromaterapia na Saúde? Conheça o curso com Fabian Laszlo.

Quais são as formas de uso da Aromaterapia?

Se estamos falando de aromas, a inalação é a primeira forma de uso que pensamos. Contudo, não é a única. Veja, abaixo, mais detalhes:

  • Inalação: pode ser feita usando um vaporizador (devem ser adicionadas de 6 a 15 gotas do óleo essencial à água no aparelho) e pode-se pingar, também, de 2 a 3 gotas em um lenço e se fazer a inalação. Os colares aromatizadores possuem uma pequena abertura, na qual insere-se um pequeno algodão e, nele, ping-se  de 2 a 3 gotas de óleos essencial. Há, ainda, a aromatização feita diretamente no ambiente por  aparelhos aromatizadores elétricos ou à vela.
  • Banho e compressas: são diluídas de 6 a 8 gotas do óleo essencial em shampoo, álcool ou água com mel para a mistura ser colocada em uma banheira. Nas compressas, utiliza-se de 4 a 6 gotas numa bacia com 50ml de água e molha-se um pano, a ser aplicado no local desejado.
  • Massagens: pode-se preparar óleos de massagem com óleos vegetais misturados com óleos essenciais com proporções de diluição de 1 a 3%. Leva-se em consideração que 1ml de óleo essencial equivale a 22 gotas. Posteriormente, é feita a massagem normalmente.

A Aromaterapia é, portanto, a ciência que estuda os efeitos terapêuticos dos óleos essenciais. Realmente, os benefícios são incríveis! O tratamento é simples, fácil, não invasivo e muito efetivo! Quer trazer todas essas maravilhas para seu dia a dia? Conheça os produtos disponíveis em nossa loja e aproveite! 

Quer saber mais sobre Aromaterapia, tratamentos holísticos, bem-estar e expansão da consciência? Então, cadastre-se e receba todos os artigos do nosso blog em seu e-mail!

Quer conhecer mais sobre aromaterapia na Saúde? Conheça o curso com Fabian Laszlo.

2016-10-19T20:33:40+00:00 julho 21st, 2016|0 Comentários