O mundo, o mercado de trabalho e o cotidiano estimulam que tenhamos cada vez mais conhecimento. Passamos a infância e a adolescência na escola, a juventude, na faculdade, em cursos técnicos e extracurriculares, e alguns partem, ainda, para as pós-graduações. Consumimos informações e aprendemos o tempo todo por meio de , livros, televisão e pela internet.

O conhecimento anda cada vez mais requisitado e acessível. Contudo, há um conhecimento que fica, por vezes, esquecido: o autoconhecimento! Se eu te perguntar agora: Quem é você? O que você veio fazer neste mundo? Qual é a sua missão? Por que você existe? Você teria respostas realmente sinceras, vindas do coração, preenchidas de certeza? É provável que você esteja pensando nas respostas, é provável que, até mesmo, você nem saiba algumas ou uma só.

Contudo, não se preocupe, a sociedade ocidental não foi acostumada a desenvolver a sabedoria interna, a praticar o autoconhecimento. No Oriente, desde os tempos remotos, as pessoas praticam técnicas para se autoconhecerem. Quer entender a importância do autoconhecimento? Então, acompanhe com a gente neste artigo!

O autoconhecimento desperta o autoamor

Quando você pratica o autoconhecimento, passa a se compreender mais,a entender o que está sentindo, como reage às situações e porquê, descobre  os seus defeitos e as suas qualidades. Com a prática, passa a se aceitar, a se julgar menos e, o principal: a se amar mais, muito mais!

No início, conhecer-se pode ser desafiante. É comum que você encontre, no seu interior, características, defeitos, culpas, medos e outras situações que você pode não querer ver. Com o tempo, tudo isso se torna mais aceitável e você compreende que faz parte de você. Com o autoamor, a paciência e  muito carinho, você consegue aceitar-se e, até mesmo, modificar aquilo que realmente o incomoda.

Traz paz e equilíbrio para a vida

Com o autoamor e a autoaceitação, a paz e o equilíbrio tornam-se frequentes. Além disso, o autoconhecimento nos ajuda a vigiar e compreender os nossos pensamentos, sentimentos e as emoções. Assim, com técnicas como a meditação, a yoga ou, mesmo, técnicas de respiração, é possível acalmar a mente, transmutar sentimentos negativos e buscar emoções positivas..

Nos conecta a nossa verdadeira essência, expandindo a consciência  

As perguntas que fizemos na introdução podem ser bem complexas e, até, incomodas, não é mesmo? É comum que, quando nos é perguntado “quem é você? ”, de imediato, a gente responda o nosso nome, a profissão, a filiação e as nossas características físicas. Contudo, o autoconhecimento expande a consciência e nos mostra que há algo além do corpo físico,  das aparências,  dos conhecimentos comuns.

Aprendemos que somos um aglomerado de energia, que temos chakras, aura e uma essência oura (quê isso?), perfeita e divina. Aprendemos que somos uma alma, habitando um corpo e vivendo uma séria de experiências numa vida terrena.  A partir daí, há um chamado interno, um chamado da alma para mais autoconhecimento e conexão.

Como faço para me autoconhecer?

Pratique a meditação ou yoga. Busque técnicas que possam te ajudar a se conhecer  de maneira completa, integral, ou seja, holística. Pare algum momento do seu dia, feche os olhos, preste atenção na sua respiração e fique ali, com você!

Quer meditar, ter uma vivência holística e expandir a consciência? Então conheça o Luz Diamante,  um espaço criado para ajudar você a se autoconhecer e a se conectar a sua essência mais verdadeira! Experimente o atendimento de Despertar da Consciência e o trabalho do Chamando da Alma! Esses serão grandes passos rumo ao seu autoconhecimento. Temos, também, meditação gratuita e aberta ao público todas as quintas! Vem meditar com a gente!